sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Retomada


Como fazer quando lhe sobram às palavras mais falta o que dizer?
O que fazer com o silencio que esta incumbida sobre mim?
Qual é o caminho mais correto a ser seguido?
Essas são algumas das perguntas que faço constantemente.
Eu sim tenho medo. Tenho necessidades. Possuo manias incontestáveis e grande carência de forma constante.
Já soube um dia do porque de muita coisa. Agora, só sei questionar.
Já tive tanta certeza de quem era que o novo parecia simples.
Sigo cansada, atordoada, sem tempo pra quase nada...



É fim de ano, é início de vida nova e eu pretendo ainda escrever quais serão minhas expectativas, com muito mais entusiamo do que o aparentado.

2 comentários:

  1. Mil anos que não entrava! Agora que vi seu selo Cacá!
    Obrigada :D

    ResponderExcluir